RIO TIETÊ, OUTRAS DERIVAS – Um projeto de artes integradas que envolve residência artística e oficinas gratuitas

A proposta do projeto de artes integradas, envolve residência artística, oficinas, criação de performances, produção um curta-metragem e publicação de catálogo.  Uffa…!

As atividades acontecem no município Porto Feliz do Estado de São Paulo.

Porto Feliz é um município brasileiro do estado de São Paulo, situa-se na Região Metropolitana de Sorocaba. – Veja no mapa

 

O projeto reúne artistas das áreas de cinema, dança, artes visuais, teatro e cartografia, e tem inspiração no livro As cidades invisíveis, de Italo Calvino (que em 2017 completa 45 anos de publicação).

” As Cidades Invisíveis’, de Italo Calvino, um dos escritores mais importantes e instigantes da segunda metade do século XX, conta a história do famoso viajante Marco Polo, que descreve para Kublai Khan as incontáveis cidades do imenso império do conquistador mongol. Neste livro, a cidade deixa de ser um conceito geográfico para se tornar o símbolo complexo e inesgotável da existência humana.”

Livraria Cultura

O projeto coreográfico, cartográfico, gráfico e cinematográfico propõe um “rastromapeamento afetivo” dos percursos dos artistas a partir da margem do Rio Tietê.

Exibindo 34013016541_0ce42d85da_o.jpg

” O projeto “Rio Tietê, outras derivas “ surge pra mim num momento em que nós, eu e o  Victor, também idealizador do projeto, estávamos envolvidos com trabalhos que derrubavam as fronteiras disciplinares – a dança, filosofia, teatro, cinema e as artes visuais tudo isso flanando e fritando em nossas cabeças. Além disso, esse projeto foi escrito em 2015 – 2016 num momento em que morávamos no Rio de Janeiro, e eu na época estava trabalhando com os artistas da dança e teatro Dani Lima, Denise Stutz, Alex Cassal, Marcio Abreu, Celina Portella, Flavia Meireles e um monte de gente incrível preocupada com a experiência da cena. Victor também nesse momento profundamente envolvido com a escrita, com a filosofia e o pensamento do corpo. Nesse período fui convidada para fazer a curadoria da Semana de Dança de Camboriú sobre o tema Corpo-cidade e cursava na época a pós graduação em dança na faculdade Angel Vianna, que me deu de presente tantas danças, afetos e paisagens aparentemente impossíveis para meu corpo. Foi nesse momento também que percebi como gosto de coreografar, certamente influenciada por essas experiências na pós graduação e também afetivamente por meu avós paternos e  por meu pai, todos diretores de teatro. Num momento aonde o território uivava e cruzava meus trabalhos, era impossível não pensar na cidade de Porto Feliz, meu território de criação ( em todos os sentidos da palavra), foi aqui em que aprendi a andar e dançar, foi aqui, ao lado desse rio, ao lado desses corpos”, diz Babi Fontana, uma das idealizadoras do projeto.

Confira o vídeo que o coletivo Outras Derivas, fizeram sobre o projeto!

 

 

Exibindo 33759433596_9bc19b20aa_o.jpg

As oficinas e encontros do Outras Derivas já começaram, e até o início de junho incluem: 

07/05 –

Oficina de Dança Clássica na Praça Local : Praça da Matriz, com Alessandra Moreau

06/05 – às 19h00

Oficina de Breakdance Local: Praça 13 de Maio, no Jardim Excelsior, com Boy Colorido e Danger Crew

20/05 – às 10h

Oficina Desenho, observação e Corpo Local : Parque das Monções – Gruta, com Laura Lydia (criadora do projeto ervas_sp, Prêmio Funarte Mulheres nas Artes 2014) e Babi Fontana

21/05 –

Oficina com Renato Ferracini (Lume Teatro, Prêmio Shell de Teatro 2013) – Local e horário a definir

5/06 – às 17h

Intervenção poética na Capoava (criação e projeção de vídeo e oficina de oficina de corpo-paisagem para crianças) Local : Capoava

E por fim, dia 10 de junho às 16h, é chegada a hora de todas as ideias derivadas desse processo ocuparem Porto Feliz, no evento de encerramento que reunirá em locais públicos da cidade as experiências trocadas pelos artistas e participantes do Rio Tietê – Outras Derivas.

SERVIÇO

FACEBOOK – RIO TIETÊ E OUTRAS DERIVAS

TODAS AS ATIVIDADES SÃO GRATUITAS!

22 anos, experimentadora, fotógrafa e blogueira cultural.

Larissa Rocha

22 anos, experimentadora, fotógrafa e blogueira cultural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *